Blog da Visione
Página inicial / Blog da Visione / Como transformar a IMPORTAÇÃO em uma VANTAGEM COMPETITIVA para a sua empresa?


Como transformar a IMPORTAÇÃO em uma VANTAGEM COMPETITIVA para a sua empresa?

É cada vez maior o número de empresas importadoras no Brasil, isso porque as empresas que buscam reduzir custos de aquisição começam a fazer importação direta e não mais adquirem produtos importados dos grandes distribuidores. O jeito é eliminar intermediadores, para assim conseguir maximizar resultados.  

Importar é realidade para mais de 43 mil empresas brasileiras, mas nem todas as empresas possuem o know-how necessário para aproveitar essas oportunidades de negócios. Que tal fazer parte desse grupo?

O fato das compras acontecerem em outros países, com negociação em diferente contexto cultural e vários players envolvidos, como transportadoras internacionais, operadoras de câmbio, aduanas e despachantes, torna o processo complexo.

Por isso a Visione reúne especialistas em Comércio Exterior, e com base na minha e na experiência desses outros profissionais, definimos algumas dicas que poderão te ajudar no processo de importação. Nossa proposta é fazer com que a importação se transforme numa vantagem competitiva para sua empresa. Veja só:

O primeiro passo para uma empresa se abrir ao comércio internacional é se preparar. É preciso ter clareza com o seu propósito na importação, entender que os ganhos se darão no médio e longo prazo, e que é necessário começar para não perder competitividade de mercado.

Quem pode? Qualquer CNPJ pode importar desde que sua atividade na declaração individual ou contrato social da empresa indique comércio. Importar nada mais é do que comprar, só que no exterior.

RADAR: Para importar é preciso estar habilitado no SISCOMEX (Sistema Integrado de Comércio Exterior) e possuir um registro no Rastreamento da Atuação dos Intervenientes Aduaneiros (RADAR). Essa habilitação é solicitada à Receita Federal.

Produtos controlados: Quando for a hora de importar é preciso estar atento a essa categoria, pois os itens que fazem parte dela possuem regulamentação independente e específica de cada produto. Para isso, faz-se necessário uma consulta prévia no SISCOMEX para averiguar se os produtos que exigem licença ou não.

Tarifas: Uma das principais dúvidas é quanto aos impostos e taxas que podem variar de 0% à 90%, dependendo do produto e da sua classificação fiscal. É necessário fazer um estudo aprofundado prévio à aquisição para não ter nenhuma surpresa desagradável.

Tributação Simplificada: o Regime de Tributação Simplificada (RTS) poderá ser utilizado na importação de produtos via remessa postal (Importa Fácil) ou de encomenda aérea internacional (courier) no valor de até US$ 3.000,00, mediante o pagamento do Imposto de  Importação com alíquota de 60% + ICMS.

Espero que essas dicas te ajudem.

Sou Rosangela Donzelli, sócia-diretora da Visione Assessoria em Comércio Exterior, especializada em importação desde 2010, com foco no outsourcing & procurement. Atuamos desde a busca e o desenvolvimento de fornecedores no exterior até a nacionalização e entrega da mercadoria na sua empresa. Esses são meus contatos: rosangela@visionecomex.com.br e 54 3359-2290.

#comoimportar #visionecomex #assessoriaimpo #importação #comexlover

Galeria de fotos